Filosofia e História

Simpatia Inacabada #8
Cinema e Audiovisual
Alda Rodrigues

Simpatia Inacabada #8

FUGIR AO ASSUNTO Quantos textos haverá no mundo com personagens que têm caderninhos pretos? Num destes dias, ouvindo por acaso uma canção de Nick Cave sobre uma rapariga chamada Bee, lembrei-me de um exercício que entreguei no primeiro ano da faculdade, quando a professora de Inglês pediu aos alunos um texto inspirado por um adágio popular. Entre a lista de adágios propostos, escolhi o pouco empolgante “Variety is the spice of life” (“a diversidade é

Ler »
O que é uma mulher?
Ciências
Vasco M. Barreto

O que é uma mulher?

O recém-falecido Martin Amis dizia que a literatura é uma guerra contra os clichés (da linguagem), uma citação tão repetida que se tornou – por definição – muito pouco literária. A grande ciência é uma guerra parecida, mas contra o senso comum. O Sol não gira à volta da Terra, a Terra não é plana, os corpos atraem-se em função da sua massa e da distância que os separa, a luz pode ser uma onda

Ler »
<i>Descrição do mundo</i>
Artes Visuais
Veronica Stigger

Descrição do mundo

Procuramos o infinito de maneira obsessional, enquanto que somos nós o infinito. Giordano Bruno   No capítulo XIII do Gênesis, Iahweh diz a um já velho Abraão: «Tornarei a tua posteridade como poeira da terra: quem puder contar os grãos de poeira da terra poderá contar teus descendentes!».[1] Esta frase foi tomada de empréstimo por Roman Opalka para o título de uma de suas águas-fortes, realizada em 1970 – ano em que fez suas últimas gravuras

Ler »
A Maravilhosa Aritmética da Igualdade (de A a Z) #4
Ciências
Luisa Semedo

A Maravilhosa Aritmética da Igualdade (de A a Z) #4

Nota Introdutória.   A (cont.)   Androcentrismo    “Todos os psicólogos que estudaram a inteligência das mulheres reconhecem que elas representam as formas mais inferiores da evolução humana e estão mais próximas das crianças e dos selvagens do que do homem civilizado. Elas têm a inconstância, a falta de reflexão, a incapacidade para raciocinar. Nas raças mais inteligentes, como os parisienses, existe uma proporção notável da população feminina cujos crânios se aproximam mais pelo seu

Ler »
<i>Happiness is a warm gun</i>
Artes Visuais
João Amaro

Happiness is a warm gun

She’s not a girl who misses muchDo do do do do do, oh yeah John Lennon   O poder da arte e da arquitectura na transformação do homem é fonte de suspeita. Já Platão considerava o actor um pernicioso ilusionista da realidade, máscara da verdade. A desconfiança não é nova, portanto. Dado o carácter público da arquitectura é necessário encontrarmos um território comum que nos permita conviver quotidianamente com o mau gosto do vizinho da

Ler »
Tem actualizações pendentes
Filosofia e História
Manuel Arriaga

Tem actualizações pendentes

Gosto de democracia e dedico uma parte substancial do meu tempo a essa causa. Mas, regra geral, aborreço-me ao ler textos sobre ela. Tal como a maior parte das abstracções que reúnem simpatia generalizada entre o público, o tema é um “clássico” para a escrita de textos quando a inspiração escasseia. No artigo deste mês para a Almanaque, vou viver perigosamente. 1. Entre o tanto que se escreve sobre a democracia, raras são as ocasiões

Ler »
Do fim do mundo às portas do Éden: a ascensão de Gabriel Boric
Filosofia e História
Gonçalo Carvalho Amaro

Do fim do mundo às portas do Éden: a ascensão de Gabriel Boric

Texto de Gonçalo de Carvalho Amaro, autor convidado. _   Não foram 30 pesos, foram 30 anos Por volta das onze da noite de 17 de dezembro de 2017, perante um Sebastián Piñera sorridente, um grupo de chilenos entoava o hino do Chile: “Puro, Chile, es tu cielo azulado; puras brisas te cruzan también; y tu campo de flores bordado; es la copia feliz del Edén…”. Seria agora que o Chile se tornaria no paraíso,

Ler »
Mandar até quando?
Filosofia e História
Gonçalo Calado

Mandar até quando?

Com a desagregação da União Soviética pelo início dos anos noventa do séc. XX, Cuba passou mal, naquilo que ficou conhecido como o período especial. Alguns tentaram a todo o custo sair da ilha. Os que ficaram passaram mal, ou pelo menos pior do que estavam antes. Os mais velhos tiveram mais tolerância. Os mais novos menos. As manifestações de protesto na marginal de Havana ficaram famosas, embora menos do que a crise dos balseros.

Ler »
Prostituição de rua e casas de toleradas
Filosofia e História
Diogo Ramada Curto

Prostituição de rua e casas de toleradas

A 9 de Maio de 1947, o capitão Eurico de Castro Zuzarte concluiu o seu relatório sobre a circulação de prostitutas na cidade de Lisboa[1]. Fizera-o na sua qualidade de inspector dos Serviços de Fiscalização do Secretariado Nacional de Informação e Cultura Popular. À testa deste último organismo permanecia António Ferro, também ele interessado no assunto. Na base do relatório, estavam queixas apresentadas por diferentes tipos de comerciantes, proprietários e inquilinos. Da Rua da Glória

Ler »
«Humoristas de sucesso? São os gurus de um novo e necessário culto.»
Artes Performativas
André Canhoto Costa

«Humoristas de sucesso? São os gurus de um novo e necessário culto.»

Entrevistámos Pedro Reis Sabido, investigador do Ralston College, especialista em Estudos Portugueses e Brasileiros e Literatura Africana Lusófona, a propósito dos limites do humor e outras questões de linguagem. Falámos sobre os bobos de Shakespeare, os Beatles, o império da família Balsemão (adeus empregos na IMPRESA), gladiadores, gurus espirituais, e ainda, como não podia deixar de ser, o ChatGPT.             A polémica sobre os problemas da linguagem e os limites do humor não parece abrandar,

Ler »
Simpatia Inacabada #8

Simpatia Inacabada #8

FUGIR AO ASSUNTO Quantos textos haverá no mundo com personagens que têm caderninhos pretos? Num destes dias, ouvindo por acaso uma canção de Nick Cave sobre uma rapariga chamada Bee, lembrei-me de um exercício que entreguei no primeiro ano da faculdade, quando a professora de Inglês pediu aos alunos um

O que é uma mulher?

O que é uma mulher?

O recém-falecido Martin Amis dizia que a literatura é uma guerra contra os clichés (da linguagem), uma citação tão repetida que se tornou – por definição – muito pouco literária. A grande ciência é uma guerra parecida, mas contra o senso comum. O Sol não gira à volta da Terra,

<i>Descrição do mundo</i>

Descrição do mundo

Procuramos o infinito de maneira obsessional, enquanto que somos nós o infinito. Giordano Bruno   No capítulo XIII do Gênesis, Iahweh diz a um já velho Abraão: «Tornarei a tua posteridade como poeira da terra: quem puder contar os grãos de poeira da terra poderá contar teus descendentes!».[1] Esta frase foi

A Maravilhosa Aritmética da Igualdade (de A a Z) #4

A Maravilhosa Aritmética da Igualdade (de A a Z) #4

Nota Introdutória.   A (cont.)   Androcentrismo    “Todos os psicólogos que estudaram a inteligência das mulheres reconhecem que elas representam as formas mais inferiores da evolução humana e estão mais próximas das crianças e dos selvagens do que do homem civilizado. Elas têm a inconstância, a falta de reflexão,

<i>Happiness is a warm gun</i>

Happiness is a warm gun

She’s not a girl who misses muchDo do do do do do, oh yeah John Lennon   O poder da arte e da arquitectura na transformação do homem é fonte de suspeita. Já Platão considerava o actor um pernicioso ilusionista da realidade, máscara da verdade. A desconfiança não é nova,

Tem actualizações pendentes

Tem actualizações pendentes

Gosto de democracia e dedico uma parte substancial do meu tempo a essa causa. Mas, regra geral, aborreço-me ao ler textos sobre ela. Tal como a maior parte das abstracções que reúnem simpatia generalizada entre o público, o tema é um “clássico” para a escrita de textos quando a inspiração

Do fim do mundo às portas do Éden: a ascensão de Gabriel Boric

Do fim do mundo às portas do Éden: a ascensão de Gabriel Boric

Texto de Gonçalo de Carvalho Amaro, autor convidado. _   Não foram 30 pesos, foram 30 anos Por volta das onze da noite de 17 de dezembro de 2017, perante um Sebastián Piñera sorridente, um grupo de chilenos entoava o hino do Chile: “Puro, Chile, es tu cielo azulado; puras

Mandar até quando?

Mandar até quando?

Com a desagregação da União Soviética pelo início dos anos noventa do séc. XX, Cuba passou mal, naquilo que ficou conhecido como o período especial. Alguns tentaram a todo o custo sair da ilha. Os que ficaram passaram mal, ou pelo menos pior do que estavam antes. Os mais velhos

Prostituição de rua e casas de toleradas

Prostituição de rua e casas de toleradas

A 9 de Maio de 1947, o capitão Eurico de Castro Zuzarte concluiu o seu relatório sobre a circulação de prostitutas na cidade de Lisboa[1]. Fizera-o na sua qualidade de inspector dos Serviços de Fiscalização do Secretariado Nacional de Informação e Cultura Popular. À testa deste último organismo permanecia António

«Humoristas de sucesso? São os gurus de um novo e necessário culto.»

«Humoristas de sucesso? São os gurus de um novo e necessário culto.»

Entrevistámos Pedro Reis Sabido, investigador do Ralston College, especialista em Estudos Portugueses e Brasileiros e Literatura Africana Lusófona, a propósito dos limites do humor e outras questões de linguagem. Falámos sobre os bobos de Shakespeare, os Beatles, o império da família Balsemão (adeus empregos na IMPRESA), gladiadores, gurus espirituais, e